ARQUIVO NOTÍCIAS

PORTUGAL 2020 – PARA AS INSTITUIÇÕES SOCIAIS A TÓNICA ESTA NO

POISE (PROGRAMA OPERACIONAL PARA A INSERÇÃO SOCIAL E EMPREGO)?

 

Já entrou em funcionamento o Portugal 2020.  Através dele surgem novas  oportunidades  para as Misericórdias e para as instituições do terceiro sector.

 

Um dos objetivos principais deste novo quadro, prende-se com a inclusão social e surge com uma nova abordagem - a valorização de parcerias ativas, que promovam um esforço de convergência de atuação das instituições do terceiro setor. Isto significa que as instituições que apresentem candidaturas em parceria com instituições locais, irão ver as suas avaliações valorizadas.

 

Este novo quadro, procura a cooperação em detrimento da concorrência; procura requalificar em vez de construir novo, procura também valorizar o território com a ajuda de quem lá vive - as comunidade locais.

 

o programa que melhor se posiciona para cumprir estes objetivos é o POI SE, embora os programas regionais (no nosso caso o Alentejo2020) possam vir a ser um importante instrumento no desenvolvimento local.

 

Redes, partilha de recursos, plataformas, acordos e parcerias devem ser  palavras recorrentes nos tempos que se avizinham e que devem estar presentes  nas instituições que se querem modernizar.

 

Para mais informações ir a https://www.portugal2020.pt/Balcao2020

COMUNICADO

 

Com a participação da Congregação das Irmãs Franciscanas Hospitaleiras da Imaculada Conceição, e com base na sua comunicação oral e escrita, a Santa Casa da Misericórdia de Évora lamenta com surpresa, e após insistências desta para alteração da sua posição, informar os Irmãos da Misericórdia e a população de Évora em geral, da saída por sua iniciativa, das Irmãs Franciscanas que têm estado ao serviço do Lar Ramalho Barahona em Évora.

Este fato deve-se, segundo a própria Congregação,... "à falta de Irmãs que possam assumir a missão associada à presença das Irmãs neste Lar. Nos tempos que correm, isso é praticamente impossível, devido à dimensão do número de Irmãs em atividade, quer por falta de vocações quer por existirem cada vez mais Irmãs limitadas pela idade ou pela doença."

A Santa Casa da Misericórdia de Évora, analisada a situação pela sua Mesa Administrativa, lamenta e não se conforma, em ser confrontada com esta realidade, fazendo votos para que a mesma evolua em sentido mais favorável para a Igreja e para a Sociedade Portuguesa, reconhecendo a obra ímpar de enorme riqueza humana e cristã que as Irmãs têm desempenhado desde a sua abertura, até ao momento, no Lar Ramalho Barahona às quais agradecerá sempre.

A Congregação das Irmãs Franciscanas Hospitaleiras da Imaculada Conceição reafirmou... "agradecer, muito reconhecida, a colaboração prestada a todas e a cada uma das Irmãs que passaram pela Fraternidade, durante os muitos anos de serviço conjunto, em favor dos idosos."

Deus nos acompanhe e Nossa Senhora das Misericórdias nos proteja.

 

O Provedor,

 

Francisco Lopes Figueira.

PORTUGAL 2020 – PARA AS INSTITUIÇÕES SOCIAIS A TÓNICA ESTA NO

POISE (PROGRAMA OPERACIONAL PARA A INSERÇÃO SOCIAL E EMPREGO)?

 

Já entrou em funcionamento o Portugal 2020.  Através dele surgem novas  oportunidades  para as Misericórdias e para as instituições do terceiro sector.

 

Um dos objetivos principais deste novo quadro, prende-se com a inclusão social e surge com uma nova abordagem - a valorização de parcerias ativas, que promovam um esforço de convergência de atuação das instituições do terceiro setor. Isto significa que as instituições que apresentem candidaturas em parceria com instituições locais, irão ver as suas avaliações valorizadas.

 

Este novo quadro, procura a cooperação em detrimento da concorrência; procura requalificar em vez de construir novo, procura também valorizar o território com a ajuda de quem lá vive - as comunidade locais.

 

o programa que melhor se posiciona para cumprir estes objetivos é o POI SE, embora os programas regionais (no nosso caso o Alentejo2020) possam vir a ser um importante instrumento no desenvolvimento local.

 

Redes, partilha de recursos, plataformas, acordos e parcerias devem ser  palavras recorrentes nos tempos que se avizinham e que devem estar presentes  nas instituições que se querem modernizar.

 

Para mais informações ir a https://www.portugal2020.pt/Balcao2020

 

PLATAFORMA DE APOIO AOS REFUGIADOS (PAR) - PORQUE UNIDOS VAMOS MAIS LONGE

 

A Santa Casa da Misericórdia de Évora apoia e faz parte, desde a primeira hora, da Plataforma de Apoio aos Refugiados (PAR), uma plataforma que une ONG's, IPSS's, Fundações e outras organizações num propósito comum - dar apoio e acolher refugiados.

"Esta é uma questão de pessoas, de seres humanos", como lembra o responsável da PAR - Rui Marques.

A Misericórdia de Évora quer contribuir para o esforço de acolhimento e integração de refugiados em Portugal e por isso coloca, desde já, à disposição dos refugiados os seus recursos. É preciso estar presente e também por isso, nos prontificamos a ajudar e a ser um interlocutor dos refugiados, junto da comunidade e das instituições locais.

Copyright © 2015 Santa Casa da Misericórdia de Évora. Todos os direitos reservados.